Síndico, fique de olho na manutenção!

A conservação do bem comum  é uma responsabilidade exigida do síndico no código civil.

Muitos síndicos se envolvem em aspectos muito simples sobre como administrar um condomínio. Criar uma planilha de prestação de contas e como lidar com questões trabalhistas, por exemplo, e assim acreditam que sua função está cumprida. Na verdade, as responsabilidades do síndico vão muito além das administrativas.

Uma das responsabilidades do síndico, presente no artigo 1.348 do Código Civil é diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores”, compreendendo então que a manutenção do prédio é responsabilidade do síndico, que pode responder judicialmente caso não cumpra com a atribuição.

Para você entender melhor sobre o assunto, a Protest fez esse artigo explicando a importância da manutenção.

O custo do descaso

Paredes descascadas, infiltrações, elevadores defeituosos, instalações de eletricidade e água que dão problemas, ninguém gosta de morar em um ambiente como esse, não é mesmo?

A falta de manutenção é um grande erro estratégico. Pensando em poupar dinheiro no curto prazo, os gastos com manutenção são evitados e isso acaba deteriorando o prédio, o que desabona o valor do patrimônio de todos os condôminos. Algumas pesquisas apontam que um imóvel em estado precário perde até metade do valor de mercado.

Além da questão financeira, estética e funcional, condições precárias apresentam um risco para a vida humana, uma vez que acidentes são muito mais recorrentes em espaços com estruturas malconservadas. Em uma entrevista, o presidente do CREA-RJ chegou a dizer que a falta de manutenção “dá origem a mais de 95% dos grandes incêndios”.

Por isso, é importante que os condôminos e o síndico estejam sempre atentos para a manutenção e para o surgimento de irregularidades. Esse tipo de cuidado resguarda a vida humana e o patrimônio de todos, além de evitar questões judiciais de moradores que se sentem lesados ou em risco por conta da má conservação.

A manutenção predial é de extrema importância mas gera muitas dúvidas, e nem sempre os síndicos estão preparados para responder a todas as questões que o assunto envolve. Como a Protest é especialista em administrar imóveis, vamos te dar algumas dicas!

Dicas para ter uma boa manutenção predial

É importante saber que existem dois tipos de manutenção: preventiva e corretiva. A preventiva engloba todas as ações que procuram evitar o acontecimento de qualquer sinistro. A corretiva é a que restaura algum dano causado por um sinistro ou acidente. Em um prédio, a maior parte dos recursos investidos deve ir para a manutenção preventiva porque ela é mais econômica no longo prazo e diminui as chances de um acidente.

Cada área do prédio precisa de um tipo de manutenção preventiva, envolvendo detalhes técnicos e periodicidades diferentes. Confira nossa lista com as áreas que precisam de atenção e algumas noções gerais de prevenção:

Tubulações. Tanto as de água como as de esgoto podem sofrer vazamentos ou entupimentos que acarretam em acidentes e custos altos de reparo. O melhor é manter um serviço semestral ou anual de vistoria.

Limpeza da caixa d’água. A higienização da caixa d’água é essencial porque afeta tanto a estrutura do prédio quanto a saúde dos condôminos. Assim como as tubulações, é recomendada uma limpeza semestral ou anual.

Sistema de segurança. O portão da garagem, câmeras e geradores emergenciais são todos parte do sistema de segurança do prédio e a falta de manutenção pode gerar diversas questões judiciais. O melhor é se informar com as empresas responsáveis pela segurança do prédio ou as que venderam o equipamento sob a manutenção específica de cada um.

Sistema de combate a incêndio. Na hora de uma emergência, as mangueiras e sprinklers são essenciais para evitar maiores danos. Segundo a norma 12.962 da ABNT, os extintores de gás carbônico precisam ser vistoriados a cada seis meses e os demais anualmente, bem como as mangueiras.

Fachada do prédio. A fachada do prédio é uma parte importante, já que é um dos principais fatores de valorização, além de apresentar riscos aos pedestres caso esteja em um estado precário. Cada condomínio pode discutir internamente a periodicidade da manutenção, mas de forma geral e em casos de discrepâncias visíveis, é aconselhável fazer uma vistoria anual.

Áreas comuns. Churrasqueiras, piscinas, academias, plays e áreas de lazer precisam sempre estar em um bom estado, além de contar com uma arquitetura que evite acidentes. Caso alguma parte da área de lazer pareça apresentar risco ou deterioração, contrate um serviço de vistoria.

Seguro do prédio. Apesar de não ser exatamente uma parte física do prédio, é necessário que os seguros estejam em dia para garantir que todos os bens estão resguardados pela seguradora no caso de um sinistro.

Esses conceitos gerais ajudam um síndico ou condômino a entender melhor a situação do prédio, no entanto, o melhor é se informar com os fornecedores de cada serviço. As empresas que fornecem os elevadores, extintores, sistemas de segurança e executam obras costumam aconselhar sobre a manutenção dos mesmos. Também existem empresas especializadas em manutenção predial, que oferecem um serviço completo na área.

Evite dor de cabeça com a manutenção predial

Na Protest trabalhamos há mais de 40 anos com a administração de imóveis, nossos profissionais combinam conhecimento técnico com anos de experiência na área, tudo para atender você da melhor forma possível.

Sob a nossa gestão, você tem a certeza que o seu condomínio está nas mãos de uma equipe preparada para solucionar problemas administrativos, judiciais, contábeis, fiscais e os específicos da área predial. Nunca mais você vai ter dor de cabeça ou perder noites de sono por questões como essa.

Quer conhecer melhor os nossos serviços e diferenciais? Entre em contato com a unidade mais próxima de você:

ENTRE EM CONTATO

Quer ver mais conteúdo de qualidade sobre cotas condominiais e administração de condomínios? Nos siga no Facebook e Linkedin para trocarmos uma ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *