Manual de jardinagem: como adubar suas plantas

Adubação
• A prática da adubação consiste em repor os nutrientes retirados do solo pelas plantas e pela chuva.Um jardim bem adubado cresce mais rápido e sem pragas. Isso vale para espécies cultivadas em jardins e também para aquelas plantadas em vasos, jardineiras ou canteiros internos.

• Os adubos são divididos em dois grupos: orgânicos e inorgânicos. Os orgânicos são aqueles provenientes de matéria vegetal ou animal, como o húmus de minhoca e a farinha de osso. Eles têm maior permanência no solo, embora sejam absorvidos mais lentamente. Já os inorgânicos, chamados de NPK, são obtidos a partir da extração mineral e contêm em suas fórmulas maior quantidade de nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). A concentração dos adubos inorgânicos é mais forte, por isso eles são absorvidos mais rapidamente.

• O nitrogênio (N) estimula o crescimento e favorece o desenvolvimento das folhas e do caule. Sua ausência torna a vegetação sem viço.

• O fósforo (P) é importante para a reprodução das plantas. Estimula o crescimento das raízes, o florescimento e a maturação dos frutos.

• O potássio (K) melhora a resistência a doenças e intensifica a cor das folhas e dos frutos, melhorando o sabor destes.

• Ricas em cálcio, as cascas de ovos são ótimas para melhorar o crescimento das espécies. Deixe as cascas secarem por dois minutos no forno quente e bata-as no liquidificador. Depois, é só espalhar o pó fino pelos vasos e jardineiras e regar.

• As cinzas provenientes de lareiras e fogueiras podem ser utilizadas em vasos, canteiros e jardineiras. Além de funcionarem como adubo, elas também são fertilizantes naturais.

 

Fonte: Revista Casa e Jardim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *