Como reduzir os custos de energia elétrica nos condomínios

 

No cotidiano condominial é necessário que haja uma conscientização coletiva sobre o uso de recursos. A utilização de energia elétrica por exemplo, vai muito além das unidades individuais e para reduzir o valor das contas o síndico pode investir algumas medidas, tais como:
– Optar pelo uso de energia natural: Uma ação simples é priorizar a iluminação diurna, tanto dentro dos apartamentos quanto nas áreas comuns. Deixar as janelas ou cortinas abertas para entrar a luz do dia pode ser uma boa ideia, dessa forma, diminui-se a utilização da iluminação artificial poupando esse recurso para as noites;

– Substituição de equipamentos: Essa é uma estratégia comum em diversos condomínios, o ideal é que todas as lâmpadas utilizadas no condomínio sejam de LED, pois elas consomem menos energia. Além disso, é importante investir em sensores de presença, desse jeito, as luzes se apagarão quando não estiverem mais sendo utilizadas. O síndico pode também sugerir aos condôminos que invistam na troca de lâmpadas dentro de suas residências visando diminuir o custo da energia para todos;

– Manutenção de equipamentos: Eletrodomésticos são responsáveis por grande parte do uso de energia, por isso, é importante que seja feita uma verificação para atestar o seu funcionamento. Afinal, equipamentos desregulados podem vir a sobrecarregar o sistema elétrico. A dica vale para os apartamentos e também para as áreas comuns;

– A utilização das tomadas: Um hábito comum, mas que pode pesar no bolso, é a permanência de objetos ligados na tomada sem necessidade. O indicado é que os aparelhos eletrônicos sejam retirados da tomada quando estiverem fora de uso. Essa medida pode impactar drasticamente a conta de luz. Obviamente a ação não se aplica a eletrodomésticos como: geladeiras, freezers, filtro, etc;
– Boas práticas: A medida mais essencial permanece sendo educar os condôminos. É importante realizar a conscientização do uso de recursos em assembleias e circulares, destacando que a economia traz também vantagens ao bolso do morador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *